Conheça as 6 melhores formas para receber pagamentos online

Quando se fala em gestão financeira de uma empresa, é fundamental saber como receber pagamentos pela internet. Confira quais são as melhores formas e como oferecê-las para os seus clientes
Publicado 
15/10/2021
|
Atualizado:
18/11/2021
Tempo de leitura:
23 minutos

Graças à tecnologia, há diversas formas de receber pagamentos online hoje em dia. É fundamental conhecer cada uma delas pois são importantes diferenciais para qualquer negócio no mercado. 

Por se tratar dos meios de receber dinheiro dos clientes, se você não se adequar às preferências do seu público, ele pode ir atrás dos concorrentes. 

Afinal, quantas pessoas já desistiram de comprar num lugar que não aceitava cartão porque estavam sem dinheiro no bolso e o lugar não aceitava outra forma para pagar a compra? 

Hoje, você vai aprender como receber pagamentos pela internet e diversificá-los para atrair clientes e aumentar suas vendas.

Quais são as principais formas de pagamento utilizadas no Brasil?

Principalmente depois da pandemia da Covid-19, os hábitos na hora de receber pagamentos mudaram um pouco. De acordo com uma pesquisa realizada em 2021, as modalidades mais utilizadas pelos brasileiros são:

  • dinheiro (71%);
  • Pix (70%); 
  • cartão de débito (66%);
  • cartão de crédito (57%).

Há também outras opções no momento que estão se tornando cada vez mais populares: as famosas carteiras digitais, os QR codes e os pagamentos por aproximação.

Como receber pagamento online? 6 melhores formas

sistema de intermediação de pagamentos

A tendência é que os meios de pagamento online se multipliquem cada vez mais, independentemente de o seu negócio ser virtual ou físico. Confira a seguir as 6 melhores formas de receber pagamentos pela internet atualmente.

• Cartão de crédito ou débito

O cartão de crédito é um meio de pagamento com um limite de gasto predefinido e é usado no esquema “compre agora, pague depois”. 

Em outras palavras, a compra não é paga na hora em que é feita pelo consumidor, só quando a fatura fechar. 

Mas isso não quer dizer que o estabelecimento vai ficar sem receber o pagamento; pelo contrário, a operadora do cartão é a responsável por liberar a compra. 

Neste caso, ela assume a responsabilidade de estabelecer taxas a serem aplicadas e fazer cobranças, em situações de inadimplência. 

Costuma ser muito utilizado em razão da praticidade e segurança, e por permitir o parcelamento do valor total do pedido e o estorno, caso ocorra algum problema. 

Já com o cartão de débito, a pessoa usa o saldo da própria conta (digital ou não) para pagar imediatamente as compras.

Além da famosa maquininha física, há como receber pagamento de cartão de crédito online através de transações eletrônicas. 

Ao preencher os dados do seu cartão na hora de efetuar a compra, o pagamento já é sinalizado para o estabelecimento e para você.

Lembre-se de que é importante se preocupar em aceitar o maior número de bandeiras possíveis, como MasterCard, Visa, HiperCard, American Express e Elo, para atender a um grande número de clientes

Se não for possível, pesquise e invista nas mais utilizadas.

• Boleto bancário

O boleto bancário é um documento, um título de cobrança, que pode ser pago em casas lotéricas, caixas eletrônicos ou em aplicativos de contas digitais e/ou tradicionais, até a data de vencimento indicada. 

Vale destacar que ele pode conter juros e multas, caso a pessoa tente pagar depois do prazo. 

Para usá-lo no seu negócio, é preciso contratar o serviço de um banco para ser o responsável pela emissão do boleto. 

Hoje em dia, é possível receber pagamentos online por boletos digitais, seja por meio da leitura do código de barras com o celular, por exemplo, ou digitação dos números ali presentes.

O boleto é um método seguro, o qual garante o pagamento à vista e o dinheiro já entra na conta da empresa assim que é confirmado. No entanto, esse processo pode levar até três dias úteis. 

Além disso, o cliente não precisa ter conta em banco para utilizar o boleto bancário.

• Pix

Pix é o mais recente meio de pagamento desta lista. Ele permite fazer transferências de forma instantânea em qualquer dia e horário, com algumas limitações. 

É possível tanto transferir dinheiro para outras pessoas quanto fazer pagamentos a lojas e prestadores de serviço.

Quando o Pix começou, não havia limitação de valor ou horários. No entanto, por questões de segurança, o Banco Central decidiu impor algumas mudanças. Uma delas é o limite de R$ 1.000,00 para transações realizadas entre 20h e 6h.

Os consumidores podem até solicitar novos limites, mas a aprovação fica por conta da instituição bancária em questão. 

O Pix pode ser feito independentemente do banco, basta que a empresa forneça a chave de acesso, que pode ser CPF, CNPJ, e-mail, celular ou um código aleatório.

como receber pela internet

• Depósito ou transferência

O depósito é o envio de dinheiro físico diretamente para uma conta no banco por meio de um caixa eletrônico. Já a transferência é mandar dinheiro de uma conta para outra.

Há dois tipos de transferências bancárias: 

  • Documento de Crédito (DOC): é limitada a R$ 4.999,99 e só pode ser feita por instituições autorizadas pelo Banco Central. O dinheiro cai na conta no dia seguinte à transação ou depois, caso seja feita após as 22h.
  • Transferência Eletrônica Disponível (TED): não possui limites desde 2016. O dinheiro cai na conta no mesmo dia, se a transação for realizada até 17h.

Assim como o Pix, a transferência também é livre de taxas para quem recebe o pagamento. Para isso, passe o número da conta da sua empresa para o cliente, que vai transferir ou depositar o dinheiro e enviar o comprovante depois. 

• Link de pagamento

O link de pagamento é uma forma na qual o lojista envia um link para o cliente pagar da maneira que preferir (cartão de crédito, débito, saldo da conta, boleto, etc.). 

Com esse método, é possível receber online parcelado e ele ainda facilita a experiência do cliente, já que este não precisa estar na loja virtual para ser direcionado ao pagamento.

Criar o seu próprio link é mais fácil do que você imagina. Basta cadastrar seu negócio em sites que geram esses códigos, como é o caso do PagSeguro, Mercado Pago e a Stone. 

Lembre-se sempre de conferir as taxas de utilização de cada plataforma.

🔗💳 Com o Kyte, você gera um link de pagamento na hora para o seu cliente realizar a transação e já compartilha com ele no WhatsApp. Baixe o Kyte grátis agora e amplie suas chances de venda! 🛍️

• Sistemas e plataformas de intermediação de pagamentos

As plataformas de intermediação (ou gateway) de pagamentos são como uma ponte entre o consumidor, a empresa e a instituição financeira (o banco ou a operadora de cartão)

Hoje em dia, muitas pessoas utilizam diversos sistemas e é interessante conhecê-los para analisar se vale a pena ou não trabalhar com um deles no seu estabelecimento. 

Veja a seguir os quatro melhores sistemas de intermediação de pagamentos online do momento.

Mercado Pago

O Mercado Pago é a carteira digital do Mercado Livre, mas que também funciona em lojas online independentes. Com ele, é possível gerenciar suas vendas na internet e os clientes podem utilizar o saldo para comprar em diversos lugares.

Além da carteira digital, o sistema conta com pagamento via QR code, link de pagamento e a maquininha de cartão Point.

Ao integrar o Mercado Pago ao seu negócio, você pode escolher como receber pagamentos online. Pode ser em redes sociais, no seu próprio site, e-mails, por aplicativos de celular ou onde preferir. 

Entretanto, é cobrado uma taxa em cima de cada pagamento que você receber. O percentual dela varia de acordo com o meio escolhido e o tempo dentro do qual você pretende ter o dinheiro em mãos.

Por exemplo, se a venda for feita no cartão de crédito e você quiser receber na hora, a taxa é de 4,99% por transação. Se o método utilizado for boleto, o valor é de R$ 3,49 por venda (e o dinheiro cai em até 3 dias).

PagSeguro

O PagSeguro é um aplicativo de pagamentos online pertencente ao grupo UOL que oferece vários tipos de maquininhas de cartão. Ele também conta com o serviço de banco digital PagBank.

Esta opção aceita diversas formas de pagamento, como transferências e cartões, inclusive com a possibilidade de pagar via celular.

A plataforma disponibiliza três opções de tela de checkout, a última parte da navegação na sua loja virtual antes de o cliente fechar a venda, e links de pagamento

Assim como o Mercado Pago, as taxas cobradas variam de acordo com o meio de pagamento escolhido e o tempo para receber o dinheiro.

como receber pagamentos online

PayPal

Outra carteira digital disponível atualmente é o PayPal. Um dos diferenciais é que os consumidores não precisam fornecer informações pessoais aos vendedores no ato da compra, como dados bancários e número do cartão.

Este sistema é conhecido por integrar diversas formas de pagamento com facilidade, como boleto bancário, transferência digital e cartão de crédito de diferentes bandeiras. Também é muito utilizado para transações internacionais

A taxa cobrada por ele é de 4,79% por transação doméstica e o pagamento cai em até 24 horas. Aliás, há uma tarifa fixa de R$ 0,60 cobrada por qualquer movimentação feita por meio do PayPal. 

Pagamentos parcelados têm uma tarifa diferente: 4,79% mais 1,92% sobre cada parcela.

Stripe

O Stripe é uma plataforma de pagamentos para a web que recebe qualquer tipo de transação financeira. Atualmente, é a principal concorrente do PayPal, mas não é tão conhecida pelo público.

Isso porque ela é mais usada como ferramenta integrada ao site das empresas e gera o ambiente de pagamento internamente nas páginas. 

Diferente das outras opções citadas, que oferecem soluções para pessoas físicas e jurídicas, o foco do Stripe é empresarial.

O Stripe oferece uma integração simples do sistema a sites de vendas, checkout invisível para uma melhor experiência do cliente, uma ferramenta própria de segurança e um suporte a empreendedores que desejam estabelecer seus negócios nos Estados Unidos.

No Brasil, o Stripe desconta 3,99% + R$ 0,39 de cada venda realizada no plano Integrado.

Receba pagamentos online

Com o Kyte, você oferece mais conveniência aos clientes com um sistema seguro e integrado.

Comece agora gratuitamente

Qual a melhor forma de pagamento para loja virtual?

A decisão de como receber pagamentos pela internet varia de negócio para negócio, pois cada um possui um público e uma realidade diferente.

Como você viu, os sistemas de intermediação de pagamentos têm muitas vantagens. Mas você precisa compará-los com as outras opções e analisar se fazem sentido no seu negócio. Leve em consideração todos os recursos oferecidos e taxas cobradas. 

Avalie também quais as plataformas e meios de pagamento que seus clientes mais usam e veja quais as possibilidades de você implementar o máximo possível na sua loja para atrair novas pessoas e fidelizar quem já compra com você.

Como integrar e receber os pagamentos direto na minha loja online?

Analise cada sistema e plataforma de pagamentos e opte pela que for mais vantajosa para a sua empresa e o seu público

Saiba que essa escolha impacta diretamente no controle de pagamento dos clientes e na gestão financeira do seu negócio.

O sistema de vendas e gestão Kyte possui integração com o Mercado Pago, e cobra taxas acessíveis de 2,99% por transação. Você recebe em até 2 dias úteis e vende diretamente do seu catálogo online

O Kyte também oferece integração com a SumUp. Ela aceita as principais bandeiras de cartão de crédito e débito, oferece a maquininha sem aluguel e o dinheiro cai na sua conta em até 1 dia útil. 

A taxa por venda via cartão de crédito é de 3,10% e, via cartão de débito, 1,90%. As maquininhas podem ser conectadas ao Kyte para processar os pagamentos via cartões. Modernize o seu negócio agora mesmo!

Receba pagamentos online
Quero baixar o app
Para pequenos negócios e vendedores.