Gerencie_Melhor

Guia de Engenharia de cardápio: o que é e como fazer

O cardápio é a apresentação dos pratos de um restaurante, lanchonete, bar, etc. É muito comum o cliente checar o cardápio antes de decidir onde comer, seja em empreendimentos físicos, seja para pedir para entregar. Assim, é importante que ele seja bem-feito para convencer os clientes a consumirem seus pratos e drinks. Mais do que só listar seus pratos para o freguês escolher, um bom menu pode aumentar o rendimento de um restaurante. É por isso que usar técnicas como a engenharia de cardápio é interessante para qualquer negócio. Calma, não estamos falando de nada muito complexo. Para explicar direitinho, separamos um guia com tudo que você precisa saber sobre engenharia de cardápio, desde a definição até como colocá-la em prática. Confira!

O que é engenharia de cardápio?

Engenharia de cardápio é o processo de criação de menus de maneira estratégica. Ela utiliza de conceitos de psicologia, marketing, matemática e design para criar um cardápio mais eficiente e capaz de promover os produtos da melhor forma.

A ideia não é complicar a montagem do cardápio e sim facilitá-lo. É usar critérios bem definidos para organizar os itens e saber quais dar mais destaque. Essa técnica foi feita para pensar também na experiência do cliente, considerando características que mais chamam a atenção deles em um menu, e usar isso a seu favor.

As 4 categorias de produtos

Tudo começa com a divisão dos pratos em 4 categorias. Essa definição é feita a partir de estatísticas de vendas do seu restaurante. Esses dados ajudarão no resto do processo de engenharia de cardápio, conforme cada categoria listada a seguir.

   - Estrela: campeões de venda, com alta taxa de venda e alta lucratividade.

   - Cavalo: vendem bem, mas a rentabilidade é baixa

   - Quebra-cabeças: vendem pouco, mas, quando saem, dão bom lucro

   - Cachorro: não vendem muito e também não são muito rentáveis

Seu restaurante online

Organize, gerencie, divulgue e fidelize. Tudo em um único lugar, na palma de sua mão.

Baixe grátis

Use as categorias ao seu favor

Que pratos devo colocar no topo? Quais podem aparecer depois? As categorias ajudam. Os pratos estrelas são aqueles que seu restaurante é conhecido, então são bons para entrar como banner, mas não precisam ficar todos no topo já que naturalmente vendem bem.

A categoria cavalo é interessante para criar versões com acompanhamentos que deem mais lucro. Já os quebra-cabeças são bons para usar em promoções. Por fim, os itens cachorro podem ser melhor posicionados para chamar atenção, por exemplo. Tudo depende do que você quer priorizar nesse momento.

Atenção nos detalhes

Certos detalhes favorecem um prato em relação a outros. Colocar logo um prato caro no começo (como os itens quebra-cabeças), faz com que os produtos seguintes pareçam imediatamente mais atrativos. É uma estratégia válida para aumentar venda de pratos baratos. Tirar o cifrão do preço, por outro lado, reduz a sensação de custo, o que pode impulsionar itens caros.

Abra o apetite dos clientes com cores quentes, fotos atrativas em boa definição e descrições completas. Usar adjetivos que expliquem a sensação do prato e citar marcas ou origem dos produtos aumenta a sensação de qualidade e sabor.

Escolha uma boa ferramenta de criação de cardápio

Todo o processo de engenharia de cardápio começa com uma boa ferramenta de criação como o Kyte. Com o Kyte é possível obter relatórios e estatísticas de vendas completos para o uso correto das 4 categorias.

Além disso, o aplicativo permite que você personalize seu cardápio para ficar com a cara do seu restaurante e em apenas alguns minutos. É a tecnologia certa para fazer o seu empreendimento ir mais longe.

Tags relacionadas:

Seu restaurante online

Quero baixar o app
Para pequenos negócios e vendedores.
APRENDA MAIS